Avanço da leitura:

Perda de mercadorias no varejo: o que fazer para evitar?

por | 12 jan, 2024 | Armazenagem

Perda de mercadorias no varejo: o que fazer para evitar?

A gestão eficiente de estoques é reconhecida como um pilar fundamental para alcançar o sucesso no setor varejista, especialmente considerando os desafios associados à perda de mercadorias.

O 16º Estudo Global do Consumidor, conduzido pela Zebra Technologies, revela um panorama preocupante: 84% dos varejistas na América Latina identificam a prevenção de perdas de mercadorias como um desafio significativo.

Este dado sublinha a urgência de implementar estratégias efetivas que não só minimizem as perdas, mas também maximizem a rentabilidade.

Em resposta a essa necessidade, aprimorar as condições e a gestão do estoque se torna uma prioridade. Uma abordagem integrada, que considera tanto os aspectos logísticos quanto os de atendimento ao cliente, é essencial para o controle efetivo e a prevenção das perdas.

Ao garantir que os produtos estejam disponíveis, em bom estado e entregues de maneira eficiente, o varejista pode evitar danos significativos que afetam tanto a qualidade das mercadorias quanto a percepção do cliente sobre a marca.

Dessa forma, torna-se evidente que a gestão de estoques vai além do simples armazenamento de produtos; ela se relaciona intrinsecamente com a manutenção da qualidade, a eficiência na entrega e, em última análise, com a fidelização do cliente.

Neste artigo, mostramos como investir em sistemas de gestão de estoque avançados, capacitação de equipe e processos otimizados é fundamental para enfrentar o desafio da perda de mercadorias no setor varejista e manter uma operação lucrativa e confiável. Confira!

Sistemas de gestão: o pilar para prevenção de perdas

No setor varejista, a gestão eficiente de estoques é um componente crucial para mitigar a perda de mercadorias. A implementação de sistemas de gestão de estoque robustos e tecnologicamente avançados é essencial para um monitoramento eficaz, reduzindo significativamente as chances de perdas.

Sistemas como RFID (Identificação por Radiofrequência) oferecem uma solução de acompanhamento em tempo real, o que é vital para prevenir perdas por extravios ou furtos.

Além disso, o uso de softwares de gestão integrados que fornecem análises detalhadas do fluxo de produtos é crucial na identificação de padrões que possam sinalizar riscos iminentes de perda.

Estes sistemas permitem uma visão clara do movimento das mercadorias, facilitando ações preventivas e estratégicas.

Outro aspecto fundamental é a análise de dados para previsão de demandas. Com o auxílio de Big Data e Inteligência Artificial, é possível antecipar tendências de mercado e ajustar os níveis de estoque de acordo.

Essa abordagem proativa ajuda a evitar tanto o excesso quanto a escassez de produtos, ambas situações comuns que levam à perda de mercadorias no varejo.

O equilíbrio entre oferta e demanda, alcançado por meio de análises precisas e previsões informadas, é um pilar na estratégia de redução de perdas e otimização da cadeia de suprimentos.

Portanto, a incorporação de tecnologias avançadas na gestão de estoques não só melhora a eficiência operacional, mas também se torna um elemento vital na prevenção da perda de mercadorias, garantindo sustentabilidade e lucratividade no setor varejista.

Modelos operacionais: eficiência e controle

Para reduzir a perda de mercadorias no varejo, especialmente em ambientes de armazenagem e estoques, menores, onde o fluxo de pessoas e mercadorias são mais frequentes, a implementação de estratégias de gestão e operação é fundamental.

Nesse contexto, o modelo “Atacarejo”, uma fusão entre atacado e varejo, tem ganhado destaque e adoção por diversas empresas. Este modelo se caracteriza pela venda de produtos em grandes quantidades e a preços reduzidos, atendendo tanto ao consumidor final quanto a pequenos comerciantes.

A configuração de um Atacarejo exige uma logística bem planejada e um layout de estoque otimizado para acomodar um volume significativo de mercadorias, garantindo ao mesmo tempo acesso fácil e rápido para reposição e vendas.

A eficiência neste modelo depende da capacidade de gerenciar um inventário diversificado e de alto volume, mantendo o controle rigoroso sobre o movimento das mercadorias.

Além disso, é importante contar com processos bem definidos e uma equipe treinada para minimizar erros operacionais que podem levar a perdas.

No dia a dia do varejo, a conscientização da equipe sobre as melhores práticas de manuseio e armazenagem é vital. Treinamentos regulares e uma cultura de atenção à gestão de estoque contribuem significativamente para a prevenção de perdas.

Essas ações, não apenas melhoram a eficiência operacional, mas também reforçam a sustentabilidade financeira das operações de varejo, contribuindo para uma redução significativa nas perdas de mercadorias.

Organização e infraestrutura de estoque

A gestão eficaz do estoque é um elemento crucial na redução da perda de mercadorias no setor varejista. A organização meticulosa do estoque, com a utilização de soluções como Mini Porta Pallets e Racks Aramados, por exemplo, desempenha um papel vital na otimização do espaço e na garantia de uma armazenagem segura e organizada.

Procure por soluções que permitem não só uma melhor visualização dos produtos, mas também facilitem o controle de inventário, possibilitando a identificação rápida e precisa de qualquer irregularidade ou discrepância no estoque.

Além disso, a manutenção regular e a segurança do estoque são aspectos fundamentais para prevenir perdas. Por isso, invista em sistemas de segurança avançados, como câmeras de vigilância e alarmes para prevenir furtos e garantir a segurança do estoque.

Estas medidas, quando implementadas eficientemente, irão contribuir ainda mais para a minimização da perda de mercadorias.

Para te orientar um pouco mais sobre infraestrutura de estoque, vejamos um pouco mais sobre as duas soluções que citamos aqui:

Mini Porta Pallets: maximização de espaço

Desenvolvido especificamente para estocar itens de menor porte, este sistema de armazenagem é notável pela sua capacidade de suportar pesos relativamente elevados, desempenhando um papel crucial na otimização do espaço de armazenamento.

Estante Mini Porta Pallet - Engesystems
Estante Mini Porta Pallet – Engesystems

Uma das características mais valiosas dos Mini Porta Pallets é a sua adaptabilidade, com a possibilidade de incorporar acessórios como divisórias e planos metálicos, que permitem ajustar a estrutura às necessidades específicas do varejista.

Além disso, sua robustez é um ponto-chave. Estas estruturas são não apenas resistentes, mas também oferecem a versatilidade de ter níveis ajustáveis de altura das prateleiras, proporcionando uma grande flexibilidade na organização dos produtos.

Racks Aramados: flexibilidade e visibilidade

Os Racks Aramados ou Metálicos desempenham um papel fundamental na gestão eficiente do estoque e na redução da perda de mercadorias, especialmente no varejo de alimentos.

Essas estruturas são ideais para estocar itens de pequeno porte, proporcionando uma organização eficaz e um acesso facilitado aos produtos. Uma das maiores vantagens dos Racks Aramados é a sua capacidade de auxiliar na movimentação das mercadorias, um aspecto crítico na reposição de estoque em ambientes de varejo de alta rotatividade.

Tainer Car - Racks Aramados | Engesystems
Tainer Car – Racks Aramados | Engesystems

Em muitos modelos, esses racks são equipados com roldanas ou rodízios, o que permite uma movimentação ágil e segura dentro do ambiente de estoque. Além disso, sua compatibilidade com equipamentos como empilhadeiras e paleteiras aumenta significativamente a eficiência no manuseio e transporte dos produtos, minimizando o risco de danos e perdas.

Assim, os Racks metálicos não são apenas uma solução prática para armazenamento, mas também um componente vital para otimizar as operações logísticas no varejo, contribuindo para uma melhor gestão do inventário e diminuição da perda de mercadorias.

Conclusão

A redução da perda de mercadorias no varejo é uma questão complexa, que coloca em evidência a necessidade crítica de implementar estratégias eficazes de gestão de estoque e planejamento de demanda.

Conforme o estudo da Zebra Technologies revela, muitos varejistas planejam adotar análises de prevenção (49%) e intensificar o planejamento e previsão de demanda (56%) até 2026, enfatizando a relevância destas ações no atual contexto de mercado.

O aumento das vendas em diferentes canais, principalmente online, traz consigo desafios únicos, como a gestão eficiente de devoluções e a redução do desperdício, que podem ser exacerbados por fatores como roubos, fraudes, entre outros. Além disso, a capacidade de antecipar a demanda tem sido uma preocupação para 87% dos comerciantes, ressaltando a importância de um planejamento de demanda e estoque bem estruturado.

Neste contexto, o artigo “Por que e como fazer o planejamento de demanda e estoque?” torna-se uma leitura essencial. Ele oferece insights valiosos e aborda métodos eficazes para prever demandas futuras, alinhar os níveis de estoque com estas previsões e implementar estratégias de gestão de estoque que minimizem perdas e desperdícios.

Compreender e aplicar esses conceitos, não é apenas uma estratégia para evitar perdas financeiras; é também um meio de aprimorar a experiência do cliente e fortalecer a eficiência operacional em um ambiente de varejo cada vez mais competitivo e multicanal.

Acesse e leia agora: Por que e como fazer o planejamento de demanda e estoque?

E-book - Como Otimizar o Espaço do Armazém

Inscreva-se para receber nosso melhor conteúdo em sua caixa de entrada

Artigos relacionados

Share This